Pular para o conteúdo principal

Postagens

Destaques

Ritual

Habitando temporariamente este pequeno planeta, próximo de completar quarenta e duas voltas ao redor do sol, sentimos que os nossos escritos (ensaios, estudos, aforismos) nos influenciam ainda mais, nos forçando a ir além do que sabemos. Afinal, se não temos algum projeto que esteja acompanhado de um impulso profundo, estamos perdidos... Assim, por obediência ao projeto que, no momento, sentimos, retornaremos, após um longo intervalo, aos ensaios filosóficos com a intenção de expressarmos, de outra forma, os nossos pensamentos. Mas isso não significa que queremos abandonar definitivamente os aforismos – nos parece ser apenas uma pausa necessária para que, quando retornarmos a eles, voltem a exprimir, quiçá, nossas novas transfigurações, porque é assim que aprendemos a nos sentir vivos. Nossos projetos não são rígidos e frios, eles sofrem mudanças para continuarem a obedecer ao movimento da vida, que é o de despedida e transfiguração... despedida e transfiguração... despedida e transfi…

Últimas postagens

Tortura

Felicidade

Amanhã

Fragmentofluxo

Poluição

Macromundos

Desentorpecimento

Segregação

Hoje

Cosmoindivíduo